Polónia pára enorme carregamento de refrigerante ilegal

Polónia: Autoridades em Łódź intercetaram um carregamento de 25 toneladas de gás refrigerante ilegal com um valor de mercado de cerca de € 600.000.

Os agentes da Câmara de Administração Tributária em Łódź encontraram o gás refrigerante ilegal durante o desalfandegamento de dois lotes provenientes da Ucrânia, nesta que se pensa ser a maior apreensão na Europa.

A mercadoria incluía garrafas de R-134a, R-404A e R-410A, com um peso total de 24,459 kg. As garrafas estavam a ser importadas sem as licenças e marcações exigidas. As autoridades aduaneiras avaliaram a mercadoria em PLZ2.5m (€ 583.000).

O controlo de documentos realizado pelos funcionários aduaneiros e agentes de Serviços fiscais, e a identificação dos gases realizada através de equipamento especializado, em cooperação com a Inspeção de Proteção Ambiental e funcionários da Fundação de Proteção Climática PROZON, declararam que não deixou dúvidas de que a mercadoria não estavam em conformidade com os requisitos básicos relacionados com a sua importação para a UE.

O gás refrigerante encontrava-se em garrafas ilegais descartáveis ​​e a remessa foi confirmada que estava fora do sistema europeu de cotas.

O destino da mercadoria será agora decidido por um tribunal que poderá pedir a perda do refrigerante ilegal para a tesouraria polaca. Também é possível que o gás refrigerante possa ser forçado a ser destruído com os custos a remeterem para o importador.

A Polónia foi particularmente atingida pela inundação de gás refrigerante ilegal a entrar na Europa como resultado do aumento dos preços provocado pela redução de cotas F-Gas. A PROZON, uma ONG apoiada pelos principais distribuidores polacos de gases refrigerantes, estimou que o comércio ilegal foi avaliado em € 55 milhões em 2018 e foi responsável por 40% da cota polaca. É estimado um custo de € 7m à tesouraria polaca em impostos não cobrados e taxas aduaneiras.

in: Cooling Post (www.coolingpost.com)
ver noticia original: link

Polónia pára enorme carregamento de refrigerante ilegal